Chernobyl

Vocês já ouviram falar em Chernobyl?

Pois bem, o desastre nuclear que aterrorizou o mundo não foi só um símbolo de caos e ruínas, mas também um símbolo de terror fictício, ou não… Hahaha.

Chernobyl2.gif

No ano de 1986, os operadores da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, realizaram um experimento com o reator 4. A intenção inicial era observar o comportamento do reator nuclear quando utilizado com baixos níveis de energia. Contudo, para que o teste fosse possível, os responsáveis teriam que quebrar uma série de regras de segurança indispensáveis. Foi nesse momento que uma enorme tragédia nuclear se desenhou no Leste Europeu.

Entre outros erros, os funcionários envolvidos no episódio interromperam a circulação do sistema hidráulico que controlava as temperaturas do reator. Com isso, mesmo operando com uma capacidade inferior, o reator entrou em um processo de superaquecimento incapaz de ser revertido. Em poucos instantes a formação de uma imensa bola de fogo anunciava a explosão do reator rico em Urânio-235, elemento químico de grande poder radioativo.

Continuar lendo

Sexta-feira 13?

Dia do azar, dia para não sair de casa e não tomar decisões importantes. As lendas e fama de mau-agouro desta data acompanham as pessoas supersticiosas há séculos e neste ano (2016) tivemos apenas 1 sexta-feira 13, hoje. Não se sabe ao certo o porquê da maldição deste dia, mas existem muitas histórias cercando a data e você pode conferir algumas abaixo:

1) Para os cristãos o número 13 é amaldiçoado por este ser o número de pessoas na última ceia de Cristo e o 13º apóstolo (Judas) ter sido o traidor. 

2) Para os romanos o número 13 significava morte, destruição e azar.

3) No conto de fadas “A Bela Adormecida”, só existem 12 pratos de ouro para as fadas no banquete, excluindo então, Malévola, a 13º fada.

4) Ainda nos nórdicos, a sexta-feira foi batizada em louvor à deusa do amor e da beleza Frigga (daí as palavras friggadag e por conseqüência friday em inglês). Com a conversão deste países ao cristianismo, a deusa foi transformado pelos padres em bruxa e a lenda que se espalhou é que por vingança ela se reunia com outras 11 feiticeiras e o demônio, logo 13 à mesa, em seu dia.

5) Na numerologia, o número 12 representa algo completo (12 meses no ano, 12 apóstolos de Cristo, 12 deuses do Olimpo, 12 tribos de Israel, 12 horas no relógio), enquanto o 13 é uma transgressão a essa plenitude.

6) A sexta-feira é considerada maldita desde o século 14 com a obra Os Contos de Canterbury . Já a sexta-feira negra foi como o crash da bolsa de New York em 1929 ficou conhecido.

7) O medo da sexta-feira 13 se chama paraskevidekatriafobia, que se origina do grego Paraskeví (sexta-feira) e dekatreís (13).

8) Foi em uma sexta-feira, 13 de dezembro de 1968, que o governo militar decretou o AI-5 e trouxe azar para muita gente.

9) A Apollo 13 foi lançada às 13h 13 min, numa data cuja soma é 13 (11/04/70) e o acidente ocorreu em 13 de abril. Acontece que a tripulação teve a sorte de voltar viva para a Terra.

10) Fidel Castro nasceu numa sexta-feira 13 de agosto de 1926 e está aí até hoje dando dor de cabeça aos americanos. O famoso bandido Butch Cassidy nasceu num 13 de abril de 1866 e virou filme.

11) Nos Estados Unidos muitos hospitais e hotéis não possuem o 13º andar e algumas companhias aéreas não têm a 13ª fileira. Já na França, quando existem 13 pessoas a uma mesa, elas podem contratar um 14ª convidado profissional.

12) Segundo matéria da revista National Geographic de 2004, nos Estados Unidos cerca de 900 milhões de dólares são perdidos nas sextas-feiras 13, justamente devido às pessoas que se recusam a fazer qualquer tipo de negócio nesta data.

13) Para a mitologia nórdica, em um banquete com 12 convidados, o deus Loki surgiu sem ser convidado e acabou causando a morte de Balder, e o número ganhou sua má-fama.

711985758-vai-encarar-relembre-13-temiveis-viloes-de-filmes-de-terror-que-sao-de-tirar-o-sono.jpg

E então, como é passar a sexta-feira 13 para vocês?

Zumbis, real or not real?

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje o tema será zumbis. Sim, o tão famoso “fenômeno” que aterroriza a todos que escutam o nome, ou gratificam, dependendo da pessoa, claro. No meu, caso, sou apaixonada por zumbis (é claro que um apocalipse zumbi não seria nada legal), e acho interessante esse tema.

O assunto “zumbi” teve origem no ano de 1937, onde uma mulher identificada como Felicia Felix-Mentor apareceu numa aldeia do Haiti, o mais estranho é que sua família havia dito que Felicia havia falecido e sido enterrada no ano de 1907, com 29 anos. Mas como isso?

Zumbi-Felicia-Felix-Mentor

Suposta foto da Felicia Felix-Mentor

De acordo com os princípios do vodu – religião originada afro-haitiana – uma pessoa morta pode ser revivida por um sacerdote ou feiticeiro. Assim, esta pessoa morta permanece sob o controle do sacerdote já que não tem vontade própria. Existe na tradição vodu o “astral zumbi”, parte da alma humana que é capturada por um sacerdote e usada para aumentar o seu poder.

Várias décadas depois, Wade Davis, um etnobotânico de Harvard, apresentou um caso farmacológico de zumbis quando viajou para o Haiti, em 1982. Como resultado de suas investigações, afirmou que uma pessoa viva pode ser transformada em zumbi injetando-se duas substâncias específicas na sua corrente sanguínea (geralmente através de uma ferida).

A primeira, chamada pelos nativos de “coup de poudre” (do francês: tiro de pó), inclui a tetrodotoxina, uma poderosa neurotoxina, frequentemente encontrada na carne do peixe baiacu. A segunda consiste numa poção com drogas dissociativas, tais como a datura. Acredita-se que estas substâncias associadas induzem pessoas a um estado de morte no qual ficam inteiramente sujeitas às vontades do sacerdote. Imagine só, zumbis pelo mundo!

Leia mais sobre zumbis nesse post ->Zumbis

Paralisia do Sono: Sonho ou Pesadelo?

Oi pessoal, tudo bem?

Paralisia do Sono, já ouviram falar? Eu já presenciei esse fenômeno e já lhes digo que é umas das piores sensações deste redondo mundo.

Tudo começou com um sonho. Numa noite fui dormir e sonhei que invadia uma espécie de “NASA” com meus amigos. A cada 15 minutos os donos do local desativavam o ar oxigênio para o propósito de descobrir se alguém invadira o lugar onde estávamos. Era uma espécie de corredor com várias portas de salas, tudo vazio e cada sala tinha um ar condicionado, era tudo no tom vermelho e pelas janelas dava para ver o espaço. O tempo havia se esgotado e o ar acabou. Parecia que estava sendo queimada viva, não conseguia respirar, abria os olhos, mas não conseguia falar, me mexer ou respirar, depois de um tempo sem respirar acordei com aquela sensação horrível.

slep4

Esse foi meu contato com a paralisia do sono, e vocês, já sonharam com algo parecido? Escrevam nos comentários!

Explicação do fenômeno: Paralisia do Sono

Imagine acordar no meio da noite e perceber que você não pode mover nenhum músculo. Você não pode ver nada pois está escuro, mas você parece sentir a presença de algo estranho no quarto, próximo à sua cama – ou sobre seu peito, te sufocando.

Este fenômeno assustador é conhecido como paralisia do sono, e é mais comum do que parece. Pesquisadores afirmam que saber como isso acontece ajuda a sentir menos pânico durante um episódio do distúrbio do sono. Como algumas pessoas não sabem, elas acreditam que algo sobrenatural está agindo sobre elas.

A paralisia do sono acontece quando o cérebro e os músculos do corpo se dessincronizam durante o sono, e a pessoa acorda durante o sono REM (movimento rápido dos olhos), fase do sono em que os sonhos são mais frequentes. Nessa fase, o cérebro libera duas substâncias chamadas glicina e GABA, que deixam os músculos paralisados. Ficar consciente antes do corpo “acordar” caracteriza a aterrorizante experiência, onde as pessoas não podem se mexer, falar ou gritar. A paralisia pode durar de alguns segundos até cerca de 5 minutos.

Estima-se que entre 5 a 60% das pessoas experimentam a paralisia do sono (essa enorme diferença se dá devido aos diferentes métodos de pesquisa).

Algumas pessoas tem episódios frequentes, enquanto outras só experimentam durante uma ou duas vezes na vida, enquanto outros nunca vivenciam a experiência. Felizmente, a paralisia do sono é inofensiva, desconsiderando o enorme pavor que a pessoa sente quando não sabe o que está acontecendo.

Muitas pessoas também vivenciam durante a paralisia do sono alucinações, sensação de falta de ar, uma presença malévola no quarto (que é explicada do cérebro ficar em um estado “hiper vigilante”, fazendo a pessoa temer muito um ataque), ou ainda acreditam que estão morrendo. Mais raramente, alguns episódios da paralisia são acompanhados de sentimentos de queda, flutuação ou a sensação de estar fora do corpo. Por isso, alguns cientistas propuseram essa condição como uma explicação para os relatos de abduções alienígenas e encontros fantasmagóricos.

Várias circunstâncias foram associadas a um aumento do risco de paralisia do sono. Estas incluem insônia e privação do sono, uma agenda de sono irregular, stress, uso excessivo de estimulantes, fadiga física, bem como certos medicamentos. Além disso, dormir na posição supina (barriga para cima) aumenta os riscos da paralisia do sono, segundo os pesquisadores.

A paralisia do sono certamente fica muito menos assustadora quando você realmente sabe o que está acontecendo.

para2.gif